PATROCÍNIO

Notícia em destaque


IGP-M volta a ter deflação em novembro, mostra FGV



No ano, o indicador acumula alta de 6,60% e, em 12 meses, de 7,12%.
Resultado foi influenciado pelo comportamento dos preços no atacado.

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), usado para reajustar a maioria dos contratos de aluguel, teve deflação de 0,03% em novembro, depois de avançar 0,16% em outubro.

No ano, o indicador acumula alta de 6,60% e, em 12 meses, de 7,12%.

A FGV apontou que o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que mede a variação dos preços no atacado e responde por 60% do índice geral, registrou recuo 0,16% no mês, ante alta de 0,15% em outubro.

No IPA, o destaque ficou para Bens Finais, cujos preços recuaram 0,82% em novembro, após alta de 0,07% em outubro.

Os preços ao consumidor mostraram maior pressão, com o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que tem peso de 30% no IGP-M, avançando 0,26% neste mês, contra alta de 0,17% mês anterior.

A FGV ressaltou o grupo Educação, Leitura e Recreação, que teve o maior peso ao avançar 0,32%, após recuo de 0,24% em outubro.

Já o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) subiu 0,17% neste mês, estável sobre o mês anterior.

O IGP-M é utilizado como referência para a correção de valores de contratos, como os de energia elétrica e aluguel de imóveis.

Fonte: G1

Últimas notícias