PATROCÍNIO

Notícia jurídica em destaque


Desembargador Luiz Zveiter é eleito para presidir o Tribunal de Justiça do Rio no biênio


O desembargador Luiz Zveiter foi eleito nesta segunda-feira, dia 5, presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) para o biênio 2017/2018, com 113 votos. É a segunda vez que o magistrado se elege para o cargo, já que presidiu o TJRJ no período de 2009/2010, além de ter ocupado o cargo de corregedor-geral da Justiça em 2007/2008. A posse vai ocorrer em fevereiro do próximo ano.

Após o resultado, o desembargador Luiz Zveiter agradeceu emocionado e prometeu “preservar a independência do Tribunal, valorizando os magistrados e os servidores desta casa”. Ele parabenizou também a desembargadora Maria Inês da Penha Gaspar, com quem concorreu ao cargo e a quem chamou de adversária leal. A desembargadora Maria Inês, atual 1ª vice-presidente do TJRJ, recebeu 47 votos. A magistrada desejou felicidades ao novo presidente no desempenho do cargo.

Chapecoense

A sessão do Tribunal Pleno para a eleição dos integrantes da administração do TJRJ contou com a presença de 174 desembargadores. A eleição foi realizada mediante votação secreta. Na abertura, o presidente do TJRJ, desembargador Luiz Fernando Ribeiro de Carvalho, pediu um minuto de silêncio em homenagem às vítimas da queda do avião que transportava a delegação esportiva do Clube Chapecoense e jornalistas.   

Para o cargo de corregedor-geral da Justiça foi eleito o desembargador Cláudio de Mello Tavares, com 97 votos. Ele disse que fará uma gestão participativa e elogiou o seu oponente na disputa pelo cargo, o desembargador Milton Fernandes de Souza, que recebeu 75 votos.

Para a 1ª Vice-Presidência, foi eleita a desembargadora Elizabete Filizzola Assunção, com 156 votos; para a 2ª Vice-Presidência, o desembargador Celso Ferreira Filho, atual 3º vice-presidente e que recebeu 163 votos; e para a 3ª Vice-Presidência, a desembargadora Maria Augusta Vaz Monteiro de Figueiredo, atual corregedora-geral da Justiça e que recebeu 156 votos. Já para o cargo de diretor-geral da Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (Emerj) foi eleito o desembargador Ricardo Rodrigues Cardozo, com 100 votos.

Fonte: TJ-RJ

Últimas notícias