PATROCÍNIO

Notícia em destaque


Apesar da crise, imóveis estão mais valorizados em Niterói



No atual cenário de instabilidade econômica, um dos setores mais afetados é, sem dúvida, o mercado imobiliário. Ainda assim, oscilando entre altas e baixas, o preço do metro quadrado para venda alcançou em agosto sua maior alta. Nesse contexto, alguns municípios, entre eles Niterói, tiveram um desempenho acima da média nacional.

O preço médio do m² para venda no Brasil atingiu seu maior valor no ano em agosto, R$ 4.846, que corresponde a uma valorização de 0,03% em comparação a julho deste ano (R$ 4.844). Em Niterói, esse valor do m² ficou acima da média e chegou a R$ 6.140, um aumento 0,48% em relação ao mês anterior.

Para Henrique Libman, diretor de uma construtora, o bom desempenho da cidade é resultado de vários fatores . 

“Niterói possui um dos melhores IDHs do País, com ótimos índices de qualidade de vida, longevidade e com uma rede de educação de excelência. Possui também belezas naturais e muitas atrações turísticas como o Caminho Niemeyer, com destaque para o MAC, a região dos Fortes e lindas praias. Além disso, sua proximidade com o Rio de Janeiro faz com que Niterói seja a opção ideal para quem quer morar próximo aos polos de trabalho”, destaca Libman.

O levantamento foi realizado pela plataforma digital VivaReal através do seus “Dados do Mercado Imobiliário” (DMI), que contemplam uma amostra de 30 cidades em diferentes regiões do País e considera mais de 2 milhões de imóveis usados, disponíveis para compra ou aluguel. 

Entre as 30 cidades analisadas, a plataforma aponta as valorizações e desvalorizações no preço médio do m² para venda. Em agosto de 2017, em comparação a julho, 19 cidades registraram alta.

No comparativo, 16 cidades demonstram valor do m² para venda acima da média nacional. Brasília lidera a lista ao atingir R$ 7.911/m², seguida por Rio de Janeiro (R$ 7.160), São Paulo (R$ 6.882), Recife (R$ 6.176) e Niterói (R$ 6,110).

Ainda de acordo com o estudo, a alta do preço para venda na cidade acontece pelo terceiro mês consecutivo, sendo o segundo melhor índice desde o início do ano, ficando atrás apenas de fevereiro, quando o m² na cidade chegou ao valor de R$ 6.200.

Além dos bairros tradicionalmente valorizados no município, para Henrique, a cidade ainda possui diversas áreas com potencial para quem pensa em investir. 

“O Centro, por exemplo, apresenta ótimos projetos residenciais e se destaca pelo fácil acesso ao Rio de Janeiro. O bairro, que já é um centro comercial consolidado e que concentra o polo universitário da cidade, também desponta como uma das alternativas de moradia mais promissoras, junto à Região de Pendotiba, onde se pode morar perto do verde e ter uma excelente qualidade de vida”, conclui. 

Fonte: O Fluminense

Últimas notícias